Jogo Sujo

Ex-diretor do Banco do Nordeste, acusado de receber R$ 200 mil em maleta, é alvo de investigação

Dinheiro apreendido na casa de um dos suspeitos investigados na operação

Operação Suitcase também apreendeu documentos na sede do IRB Brasil Re, em São Paulo

A Operação Suitcase foi deflagrada nesta quinta-feira (12/3)  para investigar crimes de corrupção ativa e passiva, envolvendo um ex-diretor do Banco do Nordeste. Ele é acusado, através de delações, de receber R$ 200 mil em espécie em uma maleta em um hotel de Fortaleza – o que deu origem ao nome da operação.

Agentes cumpriram mandados de busca e apreensão no Ceará e em São Paulo. De acordo com a Polícia Federal, a investigação é desmembramento de ação que tramitou perante o Supremo Tribunal Federal (STF).

Um dos endereços onde a PF esteve é a sede do IRB Brasil Re, na Avenida Faria Lima, na capital paulista. O IRB, porém, informou que a operação não está relacionada à companhia. O ex-vice presidente de finanças da IRB, Fernando Passos, é apontado como um dos alvos da investigação. Ele foi demitido há poucos dias, após os desdobramentos dos questionamentos da gestora Squadra sobre práticas contábeis da companhia.

Redação

Redação

1 Comentário