Jogo Sujo

Ex-governador do Tocantins, pai e irmão são presos em Brasília por corrupção e fraude

Marcelo Miranda é acusado pela Polícia Federal de participar de organização criminosa que teria desviado R$ 300 milhões dos cofres públicos

O ex-governador do Tocantins, Marcelo Miranda (MDB), seu pai, José Edmar Brito Miranda, e seu irmão, Brito Miranda Júnior, foram presos na manhã desta quinta-feira (26/9) pela Polícia Federal. Eles são suspeitos de integrar uma organização criminosa que teria causado prejuízo de R$ 300 milhões aos cofres públicos e cometido fraudes em licitações, desvios de verba pública, falsificação de documentos e lavagem de dinheiro. Marcelo foi detido em Brasília, no apartamento funcional da esposa, a deputada Dulce Miranda (MDB-TO) — que não é investigada. A defesa do ex-governador afirmou não haver fatos que justifiquem o pedido de prisão.

Na quarta-feira (25/9), durante a Operação Carotenóides, a polícia já havia detido um casal suspeito de ser laranja do ex-governador para o registro de veículos e imóveis. A operação de hoje cumpre mandados de busca e apreensão e prisão preventiva nas cidades tocantinenses de Palmas, Tocantínia, Tupirama e Araguaína, além de Goiânia, Santana do Araguaia (PA), Sapucaia (PA) e São Felix do Xingu (PA). Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em endereços residenciais, seis fazendas e em uma empresa no Tocantins. Os alvos também tiveram os sigilos bancários afastados.

Governador foi cassado duas vezes pelo TSE
Miranda, eleito governador do Tocantis três vezes, tornou-se o primeiro governador brasileiro a ser cassado duas vezes. Na última cassação, em 2018, o TSE considerou a chapa vitoriosa culpada das acusações de abuso de poder político e econômico e arrecadação e gastos ilícitos durante a campanha. 

Fora da esfera eleitoral, ele também foi investigado na Operação Rei do Gado, que apurou um esquema de lavagem de dinheiro em contratos de gaveta no valor de 200 milhões de reais, referentes à compra de fazendas e bois.

Redação

Redação

5 Comentários