Jogo Sujo

Diretor do Daer-RS é preso por suspeita de fraudar licenças de veículos de turismo

DAER

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul desencadeou, nesta segunda-feira (14/6), a Operação In Limine para reprimir a prática de corrupção no Departamento Autônomo de Estradas e Rodagens (Daer), integrante da administração pública indireta do estado. Entre as quatro pessoas presas, está o funcionário de carreira do Daer, Gilberto Mattos da Silva, que intermediava a remessa de propina dos proprietários de veículos antigos a servidores públicos encarregados de fiscalizar as frotas usadas para fretamento e turismo.

Na época, Gilberto era superintendente adjunto de Fretamento e Turismo, setor que fiscaliza os ônibus usados em excursões. Ele também integrava o Conselho de Tráfego do Daer. Atualmente encontra-se na Diretoria de Administração e Finanças, no setor de patrimônio da estatal. Além de Gilberto, o corretor de seguros Anderson de Paula Ferreira foi detido por suspeita de integrar o esquema.

Há suspeita de prática de crimes de corrupção ativa e passiva, inserção de dados falsos em sistema de informações e violação de sigilo funcional. A investigação começou com denúncias encaminhadas por funcionários de seguradoras que trabalham com a regularização de automóveis junto ao Daer.

Uma seguradora descobriu que o corretor de seguros acessava indevidamente os sistemas do Daer e cadastrava veículos não habilitados a transportar pessoas, como ônibus fabricados há mais de 20 anos, em desacordo com o que prevê a legislação vigente. A descoberta aconteceu porque clientes ligaram, procurando por essa facilidade ilegal, inclusive mencionando o nome do securitário, que conseguia registros provisórios mediante contatos dentro do Daer, assim como a renovação das licenças.

A operação ocorreu em Novo Hamburgo e Porto Alegre. São quatro mandados de prisão temporária e seis de busca e apreensão autorizados pela Justiça. O Daer abriu procedimento administrativo para verificar as ilegalidades cometidas pelo seu servidor.

Redação

Redação

Comentar