Jogo Sujo

Propina: funcionários do Gabinete de Projetos Estratégicos de PE são investigados

Gabinete de Projetos Estratégicos (Gape). 

A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (15), a Operação Payback para investigar funcionários do governo de Penambuco por suspeita de corrupção. Servidores teriam recebido propina em troca de favores concedidos a grandes fornecedores do governo por meio do Gabinete de Projetos Estratégicos (Gape).

O Gape é um órgão da Administração Direta do Poder Executivo Estadual. Entre suas funções, estão a supervisão e a execução de obras e empreendimentos e a autorização de projetos básicos e executivos de engenharia. Devido à Lei de Abuso de Autoridade, a PF ainda não divulgou os nomes dos suspeitos.

De acordo com a PF, um dos funcionários do gabinete intermediava contratos para grandes fornecedores do estado e era beneficiado com reformas em seus imóveis. Os investigadores descobriram que um dos suspeitos morava de graça em um imóvel de luxo desde  2018. Além disso, reformas gratuitas foram realizadas no imóvel e em uma casa de campo. Tais reformas custariam normalmente R$ 100 mil. D

Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em residências no Recife, em Gravatá, no Agreste e em Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. O Tribunal Regional Federal da 5ª Região decretou mandados de busca e apreensão, bloqueio dos bens das pessoas investigados e proibição de comunicação entre os alvos da Operação Payback. Os pedidos de prisão preventiva, afastamento cautelar de função pública, monitoramento eletrônico e sequestro dos imóveis, porém, foram negados pelo tribunal. A investigação é um desdobramento da Operação Articulata, deflagrada em 2020 para apurar irregularidade de contratos da área de Saúde firmados no estado de Pernambuco.

 

Redação

Redação

Comentar