Jogo Sujo

Operação prende quadrilha especializada em transferir multas do Detran-RJ

Operação Zero Ponto Polícia CIVIL

Seis pessoas foram presas durante a Operação Zero Ponto da Polícia Civil e da Corregedoria do Detran-RJ, realizada para desarticular uma organização criminosa suspeita de realizar transferências irregulares de multas e veículos. A ação contou com o apoio da Delegacia do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. O grupo criminoso é apontado como um dos maiores do país.

Os agentes cumpriram 15 mandados judiciais em residências e órgãos de trânsito  da capital, em São Gonçalo e em Nova Friburgo, onde atuavam os membros da quadrilha e sócios de uma empresa localizada em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio.

Os suspeitos realizavam a transferência de pontos da CNH verdadeiro responsável de multas de trânsito para o nome de uma  sócia da empresa ou para terceiros, sem a concordância destes. Também há indícios de que os investigados fraudavam a transferência de veículos.

Apenas uma das pessoas investigadas transferiu quase três mil multas para seu nome, totalizando mais de 15 mil infrações de diversos tipos. Após a transferência, ela entrava com recurso para receber o dinheiro de volta. No entanto, os agentes descobriram que a pessoa sequer CNH, não podendo ser a real infratora das multas aplicadas quase que diariamente e em horários diferentes.

“Os reais infratores buscavam os serviços da empresa investigada para reaver a multa, tinham seus pontos zerados e acreditavam que o recurso havia sido aceito. Contudo, os pontos eram retirados por meio de fraude”, disse o delegado e diretor do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE), Felipe Curi.

Redação

Redação

Comentar