Jogo Sujo

Quadrilha que extorquia políticos através de rede de fake news é alvo da Polícia Civil

Gaeco RJ

Uma quadrilha que pratica extorsão a políticos do estado do Rio de Janeiro através de sites de fake news é alvo da Operação Usuário Fake, realizada nesta segunda-feira (21/12) pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DCRI), com o apoio do Ministério Público do RJ e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Os criminosos controlavam cerca de 20 páginas em redes sociais, nas quais difundiam falsas notícias sobre alguns políticos da Baixada Fluminense e de Paraty.

Primeiramente, os envolvidos ofereciam prestação de serviços de marketing digital para os políticos. Quando os serviços eram recusados, os políticos passavam a ser vítimas da rede. Notícias caluniosas eram então publicadas na internet.  Em seguida, os criminosos tentavam extorquir dinheiro dos políticos, prometendo a remoção dos conteúdos falsos dos sites e das páginas de resdes sociais.

Criminosos usavam o Facebook para disseminar notícias falsas contra a honra de políticos

Segundo os agentes, o líder da organização criminosa é Igor Patrick de Souza, que não foi encontrado em casa. Igor, que publica notícias falsas desde 2017, já é considerado foragido.

Os outros envolvidos são Felipe Dias Dodó, Andressa Aline Pimentel de Carvalho, Rodrigo Menezes de Vasconcellos, Danyella Jesus da Silva e Sinaria de Carvalho da Silva. Os suspeitos usavam duas empresas para praticar as extorsões: a Folha de Caxias e a Informarketing Publicidade. Os conteúdos falsos eram publicados principalmente no Facebook.

Para conseguir a remoção dos conteúdos caluniosos, as vítimas tinham que contratar os serviços de publicidade das empresas ou pagar pelo exercício do direito de resposta nas páginas.

Os acusados responderão pelos crimes de prática de extorsão, delitos contra a honra, falsidade ideológica e uso de documentos falsos. Foram cumpridos ainda oito mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Especializada da Comarca da Capital em vários endereços da Baixada Fluminense e da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Redação

Redação

Comentar