Jogo Sujo

Secretário executivo de Turismo da Paraíba é preso em nova fase da Operação Calvário

Ivan Burity

Quadrilha teria desviado pelo menos R$ 1 bilhão de contratos firmados com unidades de saúde e educação do estado

O secretário executivo de Turismo da Paraíba, Ivan Burity, foi preso na manhã desta quarta-feira (9/10) em uma nova fase da Operação Calvário, que investiga uma organização criminosa suspeita de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos em contratos firmados com unidades de saúde e educação da Paraíba. Os agentes cumprem 28 mandados, sendo três de prisão preventiva e 25 de busca e apreensão, em cinco estados, além da Paraíba: Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Alagoas. O diretor administrativo do Hospital Geral de Mamanguape (HGM), Eduardo Simões Coutinho, também foi detido. A investigação identificou que a organização criminosa teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, entre julho de 2011 e dezembro de 2018.

Foram alvos de mandados de busca e apreensão endereços do secretário estadual de Educação e da Ciência e Tecnologia, Aléssio Trindade de Barros, e do ex-executivo da pasta, José Arthur Viana Teixeira de Araújo. Também foram alvos de busca e apreensão o Instituto de Psicologia Clínica, Educacional e Profissional (Ipcep), organização social que gerencia o Hospital Metropolitano de Santa Rita, e o Hospital Geral de Mamanguape.

No âmbito da Operação Calvário, a ex-secretária de administração da Paraíba, Livânia Farias, chegou a ser presa e fez acordo de delação onde contou como funcionava o esquema.

A operação é realizada peo Gaeco, Ministério Público da Paraíba, Ministério Público Federal, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

Redação

Redação

4 Comentários