Jogo Sujo

Construtora investigada na Operação Quadro Negro vai devolver R$ 1,4 milhão aos cofres públicos do Paraná

Escola do PR em obras

Empresa vai colaborar com as investigações. Para o MP, ex-governador Beto Richa era o principal beneficiário dos desvios. Diversas obras em escolas sequer saíram do papel

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) fechou um acordo de leniência com a Construtora Aghora Ltda. para a devolução de R$ 1,4 milhão aos cofres públicos. A empresa é investigada na Operação Quadro Negro, um dos maiores escândalos de corrupção ligados à gestão do ex-governador Beto Richa (PSDB), que apura o desvio de recursos de obras de escolas públicas no Paraná. Em troca, a empresa vai colaborar com as investigações. O valor que será pago corresponde à multa prevista na Lei de Improbidade Administrativa.

A primeira fase da operação foi deflagrada em julho de 2015. Uma das bases das investigações é a delação premiada do ex-diretor da Secretaria de Educação do Paraná, Maurício Fanini. Segundo o MP-PR, o setor chefiado pelo ex-secretário produzia relatórios fraudulentos sobre as obras nas escolas. Nos relatórios, o grupo informava que as obras estavam em andamento, no entanto, em muitos casos, mal tinham saído do papel. O prejuízo é de pelo menos R$ 20 milhões.

Delator apontou ex-governador Beto Richa como o chefe dos desvios
Conforme a delação premiada homologada pela Justiça, Fanini tinha a “obrigação de prestar contas regularmente a Beto Richa a respeito dos valores arrecadados”.

“Eu ia praticamente semanalmente lá na casa dele [Richa], lá no gabinete dele, lá no Palácio Iguaçu, ou senão eu participava no fim de semana, estava sempre junto. Ele sabia o que estava acontecendo. Eu, olha, eu tenho tanto de dinheiro, aconteceu isso, aconteceu aquilo”, disse o delator.

Richa, que governou o estado de 2011 a 2018, foi apontado pelo MP como comandante e principal beneficiário dos desvios. Ele e outros investigados também chegaram a ser presos durante as investigações. A defesa do ex-governador afirma que os desvios foram descobertos e denunciados pela própria gestão do ex-governador e que ele é inocente.

Redação

Redação

2 Comentários