Jogo Sujo

Suspeita de sonegação fiscal, Cervejaria Paranese é alvo de operação da polícia civil

Operação Pilsen Premium

A Cerpasa deve cerca de R$ 2 bilhões aos cofres do estado, afirma a Secretaria da Fazenda do Pará

A Polícia Civil do Pará realizou a Operação Pilsen Premium na sede da empresa Cervejaria Paraense S.A (Cerpasa) para cumprir mandado de busca e apreensão. O objetivo é apurar possível fraude tributária, atendendo a um pedido do Ministério Público estadual. Foram apreendidos documentos físicos e arquivos digitais produzidos nos anos de 2016, 2017, 2018 e 2019.

“O procedimento visa apurar o crime de Lavagem de Dinheiro, tendo como indícios de crime antecedente a sonegação fiscal apontada em três autos de infrações lavrados pela Secretaria da Fazenda do Pará (Sefa) que, após o devido processo administrativo concluído, houve a inscrição do crédito tributário na dívida ativa do Estado, bem como foram objetos de apuração pela Divisão de Repressão a Crimes contra a Ordem Tributária (DOT)”, explicou o delegado Alberto Teixeira.

De acordo com a Sefa, a Cerpasa é uma das maiores devedoras de impostos do Pará, acumulando uma dívida fiscal de aproximadamente R$ 2 bilhões.

“Apenas cumprimos o mandando de busca e apreensão de documentos escritos e em arquivos digitais nos diversos setores e departamentos da empresa como administração, financeiro, contábil, comercial, diretorias, presidência, produção, estoque e marketing”, enfatizou o titular da Polícia Civil.

 

Redação

Redação

Comentar