Jogo Sujo

Fernando Collor é alvo de operação da PF por suspeita de lavagem de dinheiro em leilões

Senador Collor - Foto Agência Senado

Segundo os investigadores, senador usou um “laranja” durante os arremates para ocultar a origem ilícita de R$ 6 milhões. Mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-presidente são cumpridos em Maceió e Curitiba

A Polícia Federal deflagra, na manhã desta sexta (11/10), a Operação Arremate, com o objetivo de investigar um esquema de lavagem de dinheiro através de compras de imóveis em leilões públicos. A polícia investiga o envolvimento do senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello (PROS-AL) em arrematações de bens ocorridos nos anos de 2010, 2011, 2012 e 2016, cujos valores somam R$ 6 milhões. A operação foi autorizada pelo ministro do STF Edson Fachin.

Na operação, a PF cumpre 16 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Maceió e Curitiba. São investigados os crimes de lavagem de dinheiro, corrupção ativa, corrupção passiva, peculato (desvio de dinheiro público), falsificações e pelo tipo penal de integrar organização criminosa. “As compras serviriam para ocultar e dissimular a utilização de recursos de origem ilícita, bem como viabilizar a ocultação patrimonial dos bens e convertê-los em ativos lícitos”, afirma o comunicado da Polícia Federal.

Redação

Redação

4 Comentários