Jogo Sujo

Presidente da CPI da Pandemia é investigado por desvios milionários da Saúde no Amazonas

Omar Aziz

Indicado para presidir a CPI da Pandemia, que vai investigar as irregularidades no uso de recursos públicos destinados ao combate à Covid-19, o senador Omar Aziz (PSD-AM) é investigado por desvios de recursos da área da saúde quando foi governador do Amazonas.

O senador foi um dos alvos da uma Operação Maus Caminhos, do Ministério Público Federal, deflagrada em 2016 para apurar o desvio de R$ 260 milhões de verbas públicas da saúde por meio de contratos milionários firmados entre o Instituto Novos Caminhos e o governo amazonense. Em 2019, os investigadores divulgaram uma troca de mensagens mostrando intimidade entre o empresário investigado Mouhamad Moustafa e o senador Omar Aziz.

“Estou precisando de R$ 250 mil em dinheiro urgente. Omar está desesperado precisando e me cobrando aqui que sabe que eu recebi. Já dei os 100 do Pedro não tem nem 50 lá em casa”, comentou Mouhamad Moustafa com a sócia Priscila Marcolino.

Para a Polícia Federal, o esquema começou em 2014, quando Aziz era governador. A PF afirmou ainda que não foi pedida a prisão de Aziz porque a Constituição determina que um senador somente pode ser preso em flagrante, em caso de crime inafiançável, ou se for condenado pela Justiça. Atualmente, a investigação se encontra na Justiça Federal do Amazonas, aguardando decisão. A defesa do senador Omar Aziz reitera que não há nos autos “nenhuma prova ou até mesmo indício de ligação do senador com qualquer atividade delituosa”.

Redação

Redação

Comentar