Jogo Sujo

Procon-SP multa farmácias e mercados em quase R$ 3 milhões por preços abusivos

farmácia

O órgão recebeu 2.500 denúncias de preços abusivos de álcool em gel e outros produtos desde o início da pandemia de covid-19

O Procon-SP começou a multar estabelecimentos varejistas por abuso de preços de produtos essenciais durante a pandemia esta semana. No total, as multas superam R$ 3 milhões, segundo o órgão.

Doze farmácias receberam, juntas, infrações no valor total de R$ 2,3 milhões. Doze supermercados, também somados, tiveram R$ 800 mil em multas. O Procon-SP ainda autuou oito revendedores de gás e outros dois estabelecimentos comerciais.

Nos 40 dias em que fiscalizou 2.900 farmácias, supermercados e outros pontos de comércio no estado, o órgão notificou mais de 2.600 estabelecimentos. Foram registradas cerca de 2.500 denúncias de preços abusivos de álcool em gel e outros produtos desde o início da pandemia até o dia 11 de maio.

O Procon-SP afirma que as fiscalizações vão continuar e as multas são aplicadas por meio de um processo administrativo. As empresas ainda podem se defender.

“Os supermercados estão negociando fortemente com seus fornecedores para que o consumidor tenha os produtos na quantidade necessária e a preços justos”, diz a Apas em nota.

Redação

Redação

Comentar