Jogo Sujo

“Rachadinha”: MPF de Sergipe denuncia deputado Doutor Samuel Carvalho

Doutor Samuel Carvalho

O Ministério Público Federal de Sergipe (MPF-SE) encaminhou ao Ministério Público Estadual denúncia sobre um suposto esquemas de ‘rachadinhas’ no gabinete do deputado estadual Doutor Samuel Carvalho (Cidadania). Ele é ex-líder da oposição na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). Um áudio da denunciante Gildete Dias Menezes entrega o esquema em uma conversa com o chefe de gabinete do parlamentar pelo Cidadania, José Carlos Almeida, logo após saber da sua exoneração do cargo de assessor técnico-operacional do gabinete da presidência da Casa Legislativa.

No áudio, Gildete Menezes afirma que a esposa de Doutor Samuel Carvalho, Adriana Menezes, ficava com uma parte significativa do salário pago pela Alese. O chefe de gabinete, José Carlos Almeida, confirma que teve que intervir no pedido de exoneração da servidora Maria Alcileide Costa da Silva, conhecida como Leda.

“Você sabe, né? É… que ela [Adriana Menezes] pega o dinheiro de todo, né? Rapaz, Leda [Maria Alcileide Costa da Silva], eu falei com Leda agora, ela disse que o motorista vai todo mês “panhar” o dinheiro. Se ela tá com auxílio emergencial?”, comenta Gildete Menezes em um dos trechos.

A denúncia sobre a rachadinha foi recebida pelo Gaeco e encaminhada em seguida para o procurador-geral de Justiça, Manoel Cabral Machado Neto.

Doutor Samuel Carvalho é deputado estadual pelo PPS, mas agora pertecence ao Cidadania. Ele foi eleito com com 14.216 votos. Já José Carlos Almeida é o presidente do Diretório Municipal do Partido Liberal (PL), em Nossa Senhora do Socorro, município da Grande Aracaju. Ele também é chefe de gabinete de Doutor Samuel Carvalho, com salário líquido de R$ 11.141,62, além de ser empresário, proprietário de uma farmácia.

Redação

Redação

Comentar