Jogo Sujo

Servidores da Prefeitura de Oiapoque são investigados por desvios de milhões de reais

Oiapoque

Uma operação deflagrada no Amapá apurar fraude à licitação e desvios de milhões de reais de dinheiro público na Prefeitura de Oiapoque. A ação é um desdobramento da Operação Octopus, instaurada em abril deste ano para investigar irregularidade no uso de recursos públicos em outros cinco municípios do estado: Ferreira Gomes, Santana, Cutias, Itaubal e Tartarugalzinho.

O trabalho é executado pelo Ministério Público (MP) do Amapá, através do Grupo de Atuação Especial para Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), da 1ª Promotoria de Justiça de Oiapoque, e do Núcleo de Inteligência do MP (NIMP). Foram cumpridos 50 mandados de busca e apreensão cumpridos em seis municípios. A apuração começou a partir de indícios de desvio de recursos públicos na prefeitura de Ferreira Gomes. Entretanto, foi descoberto que o grupo atuava ainda em outras prefeituras.

A Prefeitura de Oiapoque afirmou que os investigados “já haviam sido exonerados dos seus respectivos cargos”. Os alvos das buscas foram uma empresa privada suspeita, residência do proprietário, uma secretaria municipal e casas do ex-servidor público investigado. Foram apreendidos HD’s, notebooks, documentos e telefones celulares.

A força-tarefa identificou que, entre 2016 com o objetivo de garantir a perpetuação das empresas em diversos  serviços municipais, como limpeza urbana e locação de veículos. A prática de direcionamento de licitações e pagamento de propina a servidores públicos foi descoberta a partir da quebra de sigilos telefônico e de dados.

Redação

Redação

Comentar