Jogo Sujo

Setenta mil testes para Covid-19 vencem e causam prejuízo de R$ 9 milhões ao estado do RJ

Teste Covid-19

A compra de 70 mil kits de testes rápidos que estão com a validade vencida causou um prejuízo de R$ 9 milhões aos cofres do estado do Rio de Janeiro. Adquiridos em 2020 e expirados no dia 28 de março de 2021, estão em um depósito e devem ser jogados no lixo sem nunca terem sido usados. A Secretaria de Saúde e a empresa fornecedora Total Med até hoje divergem sobre a eficácia desses testes. A empresa recebeu antecipadamente R$ 9 milhões por meio de um contrato sem licitação, assinado no dia 30 de março de 2020.

A testagem em massa, apontada como pelos especialistas como de grande importância para o combate à Covid-19, não foi aplicada no país. O número de casos confirmados no estado já passa de 750 mil.

Uma auditoria realizada pela Controladoria Geral do Estado também apontou superfaturamento no contrato. Cada teste para a Covid-19 comprado por R$ 180 custou 90% a mais do valor de outro contrato público.

Depois da auditoria, a Total Med se comprometeu a entregar 70 mil testes, 20 mil a mais que o previsto no contrato. Outro problema é que os kits entregues em maio do ano passado não tinham o registro da Anvisa. Na época, o responsável pela Total Med tentou se explicar.

“Era lei da oferta e da procura. a procura tava muito grande, a oferta tava muito baixa, por isso tava caro. Enquanto corria a importação, o registro corria aqui na Anvisa também. na minha cabeça eu ia conseguir casar tudo. ia conseguir chegar o produto e sair o registro numa época muito próxima e ia entregar. só que o registro travou. (…) e aí eu não consegui fechar minha operação”, disse um representante da empresa na época.

Redação

Redação

Comentar