Jogo Sujo

Em Búzios, fraudes no fornecimento de cestas básicas causam prejuízo de R$ 1 milhão

Prefeitura Búzios

A Operação Farinha Pouca cumpriu oito mandados de busca e apreensão em residências de investigados por suspeitas de fraudes na aquisição de cestas básicas no município de Búzios (RJ). Os contratos emergenciais firmados entre a prefeitura e a empresa Suncoast Log Comércio e Distribuição de Alimentos Eireli teriam causado um prejuízo de R$ 1 milhão aos cofres públicos.

A operação foi realizada pelo Ministério Público do Rio e pela Delegacia de Combate a Corrupção e Lavagem de Dinheiro (DCC-LD). Um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCERJ) já havia apontando problemas nos contratos, como a desproporcional quantidade de cestas básicas em relação ao tamanho da população local, a ausência de documentação no procedimento licitatório e indícios de superfaturamento. O MP informou que não foi realizado nenhum estudo técnico preliminar com a estimativa correta da quantidade de cestas necessárias em Búzios.

De acordo com os investigadores, a empresa Suncoast teria sido usada como fachada para obter a licitação e contratou depois outra empresa por valor inferior ao do contrato com Búzios. O lucro com tal manobra foi de quase R$ 800 mil. A Promotoria de Justiça informou que o termo de referência que instruiu a licitação foi elaborado por um ex-secretário de Búzios.

 

Redação

Redação

Comentar