Jogo Sujo

Operação da PF mira contratos sem licitação na Saúde para combater coronavírus em Ilhéus (BA)

Operação Anóxia

A Polícia Federal combate em Ilhéus, no Sul da Bahia, uma quadrilha especializada em fraudes a licitação e desvios de recursos públicos no setor da Saúde, nesta terça-feira (22/12). A Operação Anóxia investiga a contratação, sem licitação, da empresa de terceirização de mão de obra HSC, inclusive de médicos, enfermeiros e psicólogos, pela Prefeitura de Ilhéus,  para enfrentar a pandemia da Covid-19.

Nove mandados de busca e apreensão são cumpridos na região, inclusive na Secretaria Municipal de Saúde de Ilhéus e na residência do secretário Geraldo Magela.

Segundo os investigadores, houve superfaturamento dos serviços contratados. O contrato previa a prestação de serviços no Centro de Triagem Covid-19 e no PA Zona Sul. A empresa investigada já recebeu mais de R$ 2,5 milhões do Fundo Municipal de Saúde de Ilhéus.

Uma auditoria da CGU indica que, só no mês de junho, o superfaturamento superou R$ 110 mil. Além disso, suspeita-se de outros crimes, como não pagamento de encargos trabalhistas e onão repasse ao INSS de contribuições descontadas dos funcionários. As investigações começaram em agosto, em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU) tiveram início em agosto desse ano.

Segundo o secretário de Saúde, Geraldo Magela, a empresa executou os serviços, mas houve uma “diferença contada de R$ 110 mil”.

“A gente quer ver porque foi indicada essa diferença, se diz que é superfaturamento, mas é apenas uma diferença de valores e salários pagos. Na verdade, é um procedimento de administração de salários de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem. O que colocaram é que não tinham execução da empresa, mas a imprensa viu o Hotel Covid, a Central Covid”, afirmou o secretário.

Os investigados poderão responder pelos crimes de fraude a licitação, corrupção passiva, apropriação indébita previdenciária, estelionato e peculato.

Apesar do montante pago à empresa, dados indicam que a cidade de Ilhéus apresenta o quarto maior número de óbitos por Covid-19 no estado da Bahia (263), além de uma retomada no aumento do número de casos confirmados.

Redação

Redação

Comentar