Jogo Sujo

Operação da PF combate desvios em contratos de manutenção de rodovias em Minas Gerais

DNIT mg

Falta de supervisão em obras teria favorecido empresa que possui contratos com o DNIT no valor de R$ 264 milhões

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira (16/3) a segunda Fase da Operação Rota BR 090, denominada Cabra Cega, que combate os desvios de recursos públicos e a falta de supervisão aos contratos de obras de manutenção das rodovias federais no estado de Minas Gerais. Os trabalhos são realizados em parceria com a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público Federal.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão e de um mandado de prisão temporária nos municípios de Belo Horizonte (MG), Oliveira (MG) e e Brasília (DF). Durante as investigações, a Polícia Federal e a CGU apuraram indícios de omissão de fiscalização, superfaturamento e desvio de funcionários para atenderem interesses particulares do chefe da Unidade Local do DNIT em Oliveira (MG).

Desde 2013, o DNIT mantém contratos com a empresa envolvida no total de R$ 264 milhões. Suspeita-se que a mesma empresa é responsável pela supervisão de contratos que totalizam mais de R$ 3 bilhões.

Os investigados poderão responder por corrupção ativa, corrupção passiva, peculato e organização criminosa, além das sanções previstas nas leis nº 8.666/93 e 12.846/13.

A Polícia Federal criou um canal de denúncias por meio do e-mail rota090.delecor.mg@dpf.gov.br.

Redação

Redação

Comentar