Jogo Sujo

PF prende ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia

desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago

A ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, foi presa na manhã desta sexta-feira (29/11), em mais uma fase da Operação Faroeste. Além disso, cerca de R$ 100 mil em dinheiro foram apreendidos na residência da magistrada. A ordem de prisão foi expedida pelo ministro do STJ Og Fernandes, após pedido da Procuradoria-Geral da República. A decisão do ministro ainda converteu as prisões temporárias, cumpridas na semana passada pela operação, em preventivas.

O blog já havia informado há 10 dias sobre a Operação Faroeste, que afastou seis magistrados, entre desembargadores e juízes, acusados de integrar um esquema criminoso de venda de sentenças. A desembargadora Maria do Socorro é suspeita de integrar o esquema de venda de decisões judiciais no TJ, responsável por grilagem de terra no oeste do estado.

Em nota enviada à imprensa, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia  informou que está ciente desta nova fase da operação e que acompanha as medidas adotadas pelo Superior Tribunal de Justiça.

“O TJBA adota todas as medidas cabíveis para colaborar com a investigação, sempre respeitando o “Princípio do Contraditório” que preserva a proteção ao direito de defesa, de natureza constitucional, conforme consagrado no artigo 5º, inciso LV: “aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ele inerentes”, destaca o tribunal, em nota.

Para o presidente do TJBA em exercício, desembargador Augusto de Lima Bispo, segundo descrito na nota, “o importante é que a verdade prevaleça e a paz possa voltar a fazer parte desta família composta por quase 8 mil servidores, 595 juízes e 60 desembargadores que trabalham com presteza, lisura e dedicação ao Poder Judiciário.O Superior Tribunal de Justiça, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal são as instituições mais recomendáveis, neste atual momento, para prestar os devidos esclarecimentos”, disse.

Redação

Redação

2 Comentários