Jogo Sujo

Dono da VTCLog presta depoimento à CPI da Covid amanhã

CPI Covid 2

Raimundo Nonato Brasil, sócio da empresa de logística VTCLog, é o próximo a ser ouvido pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. O depoimento dele está marcado para a tarde desta terça-feira (5/10). A empresa VTC Operadora Logística Ltda, conhecida como VTCLog, presta serviços para o Ministério da Saúde desde o governo Michel Temer (2018), quando o ministro era o atual deputado Ricardo Barros (PP-PR). Barros hoje é o líder do governo de Jair Bolsonaro na Câmara dos Depuados.

Os parlamentares investigam, a existência de irregularidades nos contratos entre a empresa VTCLog e o governo, inclusive para a distribuição das vacinas contra a Covid-19. As denúncias envolvem o Departamento de Logística do Ministério e o seu ex-diretor Roberto Ferreira Dias.

A pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a CPI já aprovou a quebra dos sigilos telefônico, fiscal, bancário e telemático do empresário Raimundo Nonato. O senador lembrou que a decisão de contratar a VTCLog, a partir de 2018, aconteceu depois que o então ministro Ricardo Barros mandou fechar a estatal Central Nacional de Armazenagem e Distribuição de Imunobiológicos (Cenadi). Localizada no Rio de Janeiro, era diretamente subordinada ao governo federal e responsável pela logística há mais de duas décadas.

A partir da decisão de Ricardo Barros, no lugar da Cenadi, então, entrou a VTCLog, que passou a ser responsável pelo armazenamento, controle e distribuição de todas as vacinas, medicamentos e insumos entregues pela União a estados e municípios do país. A VTCLog seria um meio para desviar recursos do Ministério da Saúde, inclusive durante a pandemia do novo coronavírus.

Redação

Redação

Comentar